.:GESE:.: Maio 2017

Adicionado 13/07/2012

quarta-feira, 31 de maio de 2017

A UM PASSO DA CRIAÇÃO DA "POLICIA PENAL" .


A Comissão de Constituição, Justiça e Cidadania (CCJ) aprovou, nesta quarta-feira (31), proposta para criação das polícias penais federal, estaduais e distrital, atribuindo aos agentes penitenciários os direitos inerentes à carreira policial. A Proposta de Emenda à Constituição (PEC) 14/2016 segue para análise do Plenário.
Do senador Cássio Cunha Lima (PSDB-PB), a PEC acrescenta essas polícias ao rol dos órgãos do sistema de segurança pública, e determina como competência dessas novas instâncias a segurança dos estabelecimentos penais e a escolta de presos. A intenção do autor, além de igualar os direitos de agentes penitenciários e policiais, é liberar as polícias civis e militares das atividades de guarda e escolta de presos.
O relator na CCJ, senador Hélio José (PMDB-DF), apresentou substitutivo em que promove alterações no texto original, como a troca da expressão “polícia penitenciária” para “polícia penal”. Na avaliação do senador, a expressão anterior limitaria seu âmbito a uma das espécies de unidade prisional, as penitenciárias, e seria incompatível com a fiscalização do cumprimento da pena nos casos de liberdade condicional ou penas alternativas.
“A criação de órgãos com atribuição de vigilância penitenciária justifica-se pela especificidade dessa atividade, que nada tem a ver com o policiamento ostensivo, a cargo das polícias militares, ou com a apuração da autoria e materialidade de infrações penais, a cargo das polícias civis”, justificou Hélio José.
O substitutivo também vincula cada polícia penal ao respectivo órgão administrador do sistema penal da unidade federativa a que pertencerem e estabelece que as polícias penais serão formadas pelos atuais  agentes  penitenciários e  por novos servidores admitidos por concurso público.
Na defesa da aprovação da PEC, o senador Eduardo Braga (PMDB-AM) frisou a necessidade de o Estado se responsabilizar pela segurança no interior de presídios e cadeias públicas, já que a tentativa de terceirização dessa atividade se mostrou falha.
- Chegou a hora de o poder público ser responsável pela gestão dentro das cadeias – disse.
Lídice da Mata (PSB-BA) lembrou que os agentes penitenciários vivem um limbo, ficando à mercê da boa vontade dos governos, já que quando se trata de discutir aumento salarial e vantagens, não são considerados de segurança pública, mas se tentam fazer uma paralisação, por exemplo, são enquadrados como policiais, sendo impedidos de se manifestar.
O senador Ronaldo Caiado (DEM-GO) também se manifestou sobre a proposta.
- Vamos ver se, dando essa segurança, os graduando em uma hierarquia maior, possamos ter maior controle das nossas cadeias e penitenciárias – disse Caiado.

sábado, 20 de maio de 2017

PRESÍDIOS DO PARANÁ : DE FACULDADE DO CRIME , A CASA DO OLEIRO !!


Para quem pensa que as pessoas que estão atrás das grades não tem mais jeito , queremos mostrar o que está acontecendo de bom nos presídios do Paraná . Em conjunto com o governo do Paraná , DEPEN e direção das unidades , as instituições religiosas vem desenvolvendo atividades evangelísticas e de ressocialização dos internos do sistema prisional estadual .
O Paraná é um dos poucos Estados da federação que normatizou assistência religiosa no Estado , com a criação da Resolução 315/2014 , muito se avançou na área religiosa dentro das unidades penal.
Reconhecido pelas autoridades como elemento eficaz na recuperação dos detentos a norma da o direito aos internos de receberem esta assistência religiosa , como assim para as instituições desenvolverem toda sua liturgia e acrescentar projetos de intervenção . A parte religiosa nos tem permitido , a entrega de Bíblias , material evangelístico e de ensinamento , produzindo de parte dos internos o firme propósito de mudança de vida , a palavra de Deus e os ensinamentos do Senhor Jesus Cristo tem sido peça fundamental na diminuição da reincidência dos presidiários.
Os resultados tem sido positivo diz o Pastor Hugo , líder dos trabalhos evangelísticos da Igreja Missão Cristã de Curitiba , atualmente evangelizamos treze unidades , onze presídios e dois educandários , temos visto uma boa parte dos internos reconhecendo que o mundo do crime não compensa e que só Jesus Cristo pode mudar sua vida .
Muitos internos desejam uma vida nova , mais falta a força necessária para lutar por este objetivo , mediante a palavra de Deus muitos tem achado o caminho da libertação e reinserção na sociedade.
Pastor Hugo e equipe tem discipulado centos de internos , muitos tem sido batizados e hoje em liberdade são pessoas exemplares , pais de famílias e esposos que testificam da importância de um dia ter tido a oportunidade de ouvir falar do amor de Deus , que os ajudou a mudar de vida .
Para as pessoas que tem familiares ou conhecidos dentro de uma unidade penal , os alentamos a acreditar em uma nova vida transformada por Deus e a continuar lutando sem desanimar por um futuro fundamentado nas promessas de Jesus Cristo " SE O FILHO DO HOMEM VOS LIBERTAR VERDADEIRAMENTE SEREIS LIVRES "  João 8/36







 Como o vaso, que ele fazia de barro, quebrou-se na mão do oleiro, tornou a fazer dele outro vaso, conforme o que pareceu bem aos olhos do oleiro fazer. JEREMIAS 18/4

Pastor Hugo Chavez e equipe trabalham no evangelismo ressocialização dos presidiários .

segunda-feira, 15 de maio de 2017

MÊS DAS MÃES NO PRESÍDIO : MULHERES SÃO BENEFICIADAS COM PROGRESSÃO DE PENA .




Na semana do Dia das Mães, cerca de 50 mulheres que estavam custodiadas na Penitenciária Feminina do Paraná (PFP) foram beneficiadas com progressão de regime, por meio de um mutirão carcerário realizado pelo Poder Judiciário. O mutirão atendeu o indulto do Dia das Mães, decretado de forma inédita pelo presidente Michel Temer, em 12 de abril.

Além dos indultos foram concedidas progressões de regime com monitoração eletrônica, prisão domiciliar e comutação de pena. "O mutirão é de extrema importância para dar visibilidade a essas mulheres, já que grande parte delas é mãe, chefe de família, e necessita de uma análise diferenciada sobre a sua condição. Isso mostra um olhar do Judiciário para cada uma delas, individualizando a situação. Com isso, também podemos abrir vagas para receber outras presas", afirma a diretora da Penitenciária Feminina, Rita de Cássia Rodrigues Costa Naumann.

O mutirão foi coordenado pelos juízes Eduardo Lino Bueno Fagundes Júnior (da 1ª Vara de Execuções Penais e coordenador do Grupo de Monitoramento e Fiscalização do Sistema Carcerário), e Moacir Antônio Dalla Costa (do 1° Juizado Especial Cível, Criminal e da Fazenda Pública do Foro Regional de São José dos Pinhais).

V.D, 68 anos de idade, presa há um ano e meio na penitenciária, se disse surpresa com o benefício. "Eu não imaginava, me chamaram para o mutirão e eu recebi essa bênção. Agora tenho que recomeçar a vida. Arrumar a minha casa e seguir adiante", conta a detenta.

Mãe de cinco filhos, depois de seis anos presa, E.F.G, conseguirá passar o Dia das Mães junto aos seus filhos. "Estou muito ansiosa, emocionada, uma mistura de sentimentos. Agora quero ficar perto dos meus filhos, trabalhar e ter outra vida", planeja.

No mês de março, um mutirão também exclusivo para mulheres privadas de liberdade havia concedido 73 benefícios.

LEMBRAI-VOS DOS PRESOS ...........   HEBREUS 13/3

IGREJA MISSÃO CRISTÃ : QUATRO ANOS LEVANDO "LIBERDADE AOS CATIVOS !!


Neste dia seis de maio nos reunimos nas instalações do Centro Evangelístico Missão Cristã , para agradecer ao eterno Deus pelos quatro anos de evangelismo prisional da instituição.
A Igreja Missão Cristã foi aberta com intuito de dar sequência ao trabalho de evangelismo prisional do pastor Hugo Chavez .
Há dezenove anos o servo de Deus leva a palavra de Deus que liberta e transforma os encarcerados no Estado do Paraná . Apesar da igreja não contar com os recursos necessários , por se tratar de uma instituição pequena e com poucos congregados , o trabalho realizado tem produzido frutos extraordinários , com centos de internos libertos e transformados pelo poder de Deus .
Atualmente são treze unidades evangelizadas , onze presídios e dois educandários , com distribuição de Bíblias e material de evangelismo diversificado para os dez mil internos destas unidades .
Acredito na transformação e libertação de uma boa parte dos presidiários, diz o pastor Hugo , os presídios brasileiros são verdadeiras masmorras medievais , se tornando universidades do crime , porém a palavra de Deus é poderosa para regenerar os encarcerados.
Na sociedade atual , qualquer família pode sofrer o flagelo de ter um ser querido dentro de um presídio , o amor de Cristo nos estimula adentrar nas unidades penal , muitas delas de segurança máxima , para falar que Jesus Cristo perdoa e salva.
O Centro Evangelístico se encontra no humilde bairro Vila Verde , coração da cidade industrial da capital paranaense , ali se reúne a equipe de evangelismo para orar e pedir ao Senhor pelos encarcerados . Também é o lugar dos ex-presidiários testificar do milagre da libertação e nova vida operada por Deus .
OREM PELO EVANGELISMO PRISIONAL !!











DEUS ESTÁ TRANSFORMANDO E LIBERTANDO OS PRESIDIÁRIOS NO PARANÁ !!


 E disse-lhes: Ide por todo o mundo, pregai o evangelho a toda criatura.   MARCOS 16/15